menu

Image Map

20 março 2017

GLACÊ CINEMA: A BELA E A FERA


Amores! Assisti neste final de semana o filme A Bela e a Fera, estava super ansiosa para a estreia. Amo o desenho desde a infância, e a Bela sempre foi minha princesa favorita. A Bela e a Fera é tão  especial na minha vida que até no dia do meu casamento, minha dama de honra entrou com as alianças ao som de: Beauty and the Beast da cantora Celine Dion. Foi mágico!

Simplesmente amei o filme, cada detalhe. É a cópia fiel do desenho animado. Estou apaixonada e assim que sair o DVD quero comprar. Rsrsrs!




SINOPSE E DETALHES


Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela (Emma Watson) tem o pai capturado pela Fera (Dan Stevens) e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade dele. No castelo, ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é, na verdade, um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana.






CRÍTICA (Minha opinião)

Já vou avisando que se você não gosta de musicais e acha tudo uma chatice, então não perca o seu tempo de ir assistir A Bela e a Fera, pois é um filme musical, somente os fãs terão paciência com tanta cantoria e irão curtir do início ao fim.  Eu curti tudo e ainda cantei junto! Rsrsrs! Adoro musicais. 

O musical de Bill Condon (“Dreamgirls – Em Busca de um Sonho” e “A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Partes 1 e 2”)  é lindo e original. Condon conseguiu transportar o desenho animado de 1991 para as telonas dos cinemas e com muito louvor. Tudo encantador, os cenários, figurinos, canções, coreografias, computação gráfica de primeira e os atores que são belíssimos.

Acertaram em cheio ao escolher Emma Watson para interpretar a Bela. A personagem é inteligente, independente, forte e não deixa transparecer fragilidade. E Emma não foi diferente, fez da Bela uma jovem corajosa, esperta, inteligente, apaixonada por livros, que anseia por liberdade, e pensa em um futuro melhor longe da pequena aldeia onde vive.

Gaston vivido por Luke Evans, é nojento igual ao personagem do desenho. Valentão, metido, extremamente vaidoso, ignorante e machista. Já Dan Stevens que interpreta a Fera, foi um pouco prejudicado pelos movimentos artificiais dos olhos, pela modulação da sua voz e captura de movimentos.

A pequena vila onde Bela mora com seu pai Maurice, mais parecia um cenário de peça teatral ao invés de um cenário de filme. Ficou um pouco artificial.  Já os efeitos responsáveis por dar vida aos objetos mágicos do castelo estão maravilhosos, tão fofos dá vontade de tê-los em casa. Os objetos parecem estar vivos de verdade, assim como o castelo que também está surpreendentemente lindo. 















A Bela e a Fera é um filme que traz de volta toda a nostalgia para as gerações anteriores e a magia e encantamento ás novas gerações. Com certeza é um lindo romance que nos ensina a amar as pessoas pela beleza interior e não somente pela beleza exterior. A Bela encontrou seu grande amor em uma fera grande, peluda e mal humorada. Rsrsrs! O filme é tão lindo que os pequenos defeitos técnicos passam despercebidos. A famosa e belíssima cena do baile não poderia ser diferente, momento mais lindo e emocionante do filme, é de arrancar suspiros e até algumas lágrimas. 

Já estou na torcida para que A Bela e a Fera ganhe muitos prêmios no Oscar. 



Super recomendo, vale muito a pena assistir! 





Nenhum comentário: