menu

Image Map

08 setembro 2014

Glacê Cinema: SE EU FICAR!

Eu estava muito ansiosa para assistir este filme. Faço o contrário da maioria das pessoas, muitas gostam de ler o livro primeiro para depois assistir o filme. Eu sempre gostei de assistir o filme primeiro, e se eu gostar ai compro o livro para saber mais detalhes da história. Rsrsrs!

Como passei o final de semana na minha terrinha Belo Horizonte, e na cidade onde moro atualmente infelizmente não tem cinema, tenho que aproveitar quando estou em Bh para ir no cinema. Como era aniversário da minha mãe, fomos juntas assistir.

Eu gostei muito do filme, chorei horrores, aliás eu choro até em comercial de margarina! Ai não vale. Rsrsrs!

Gostei tanto que logo depois do cinema, já passei na livraria e comprei o livro. Em breve farei uma resenha do livro para vocês!



O filme foi baseado em um best-seller, aborda o romance de um  casal muito fofo, Mia (Chloë Grace Moretz) uma garota tímida e recatada, dedicada ao violoncelo, e Adam (Jamie Blackley) um garoto descolado, vocalista e guitarrista de uma banda de rock amadora, que com o tempo fica famosa. Os pais de Mia, Kat e Denny interpretados pelos atores Mireille Enos e Joshua Leonard, são super divertidos, de bem com a vida e descolados. São ex-roqueiros que abriram mão da vida louca para criar os filhos, mas não perderam a essência do rock. 

Até ai tudo bem, o triste mesmo é no decorrer do filme ter que lidar com o acidente trágico que a família sofre, e com  a morte dos pais divertidos da Mia e do seu fofo irmãozinho Teddy (Jakob Davies), que morrem no acidente de carro. 

Mia sobrevive, mas é internada em estado de coma. A partir daí, a história se desenvolve em duas linhas paralelas. Através de flashbacks, que contam a história do casal, como se conheceram e se apaixonaram, momentos especiais na família de Mia, o relacionamento dela com os pais e o irmão. Ela criança descobre o violoncelo e fica encantada, seu pai que junta uma grana para dar a ela de presente o instrumento e aulas particulares, o nascimento do seu irmão Teddy e outros momentos especiais do passado. Ao mesmo tempo, acompanhamos a luta de Mia pela sobrevivência, seu espírito circulando desesperadamente pelos corredores do hospital, tentando descobrir se o melhor para ela era continuar viva mesmo sabendo que ela não teria mais os pais e o irmão, e viveria para sempre com essa dor da perda, ou se o melhor era partir.

E esse suspense rodeia á todos nós durante o filme inteiro, querendo saber qual foi a decisão de Mia.

Uma das cenas que mais me chamou a atenção, era a enfermeira que sussurrava palavras de carinho e força nos ouvidos da Mia que estava desacordada: “esse é o segredo, se você vai viver ou morrer, depende de você”. A realidade não é bem assim, quem dera se todos os pacientes fossem tratados dessa maneira, hoje em dia as pessoas são tão frias.
















Não sei se este filme fará tanto sucesso como  A Culpa é das Estrelas,   li algumas críticas a respeito do filme, o que mais fazem são comparações entre os casais Mia e Adam,  Hazel e Gus. Críticos dizendo que o casal fofo de Se eu Ficar, é sem sal,  sem carisma e por ai vai... Eu discordo, achei que eles tinham química, e gostei muito mais desse filme do que a A culpa é das estrelas. 

Outra coisa que eu sempre presto atenção em filmes, e ameiii em Se Eu Ficar é a trilha sonora, músicas lindas.



Me contem depois que assistirem, o que acharam do filme!


Trailer










Imagens e Vídeos: http://www.adorocinema.com/





Um comentário:

Mariana Costa. disse...

Aiii, to louca pra ver esse filme!
Também sou assim, choro até com comercial de margarina!!
Seu post me incentivou mais ainda a ver o filme!! =)