menu

Image Map

24 setembro 2013

CUIDE DA ALIMENTAÇÃO DO SEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO!

Para os apaixonados por cães e gatos! No meu caso (cães) rsrsrs, devemos tomar alguns cuidados em relação a alimentação dos nossos amados bichinhos. Eu tenho uma maltês já postei fotos dela aqui no blog algumas vezes, hoje ela tem 3 anos. Desde novinha eu a educava, para comer somente ração e biscrocks feitos para cachorros. Porém, alguns familiares não entendiam isso, e toda vez que íamos para a casa dos meus pais,  ela recebia mimos como: pão, biscoitos de sal e doce para o meu desespero e hoje ela é super mal acostumada, infelizmente!




O que acontece é que muitas vezes as pessoas não resistem aqueles olhos pidões e acabam dando alimentos que podem ser prejudiciais a saúde do seu bichinho. Confira os 6 alimentos que podem prejudicar a saúde de cães e gatos:






1. LEITE


Dar leite para o seu animal de estimação não é uma boa opção. O organismo de cachorros e gatos não possui grandes quantidades de lactase, enzima essencial para a digestão de leite e seus derivados. A maioria dos bichinhos apresenta algum grau de intolerância á lactose, o que pode ocasionar dores abdominais, náuseas e diarreia. Para animais com maior tolerância a lactose (somente o veterinário pode avaliar), o consumo de leite não traz prejuízo, mas não deve substituir a alimentação completa e balanceada.

2. DOCES


O doce pode causar um mal terrível para a saúde do animal, além de trazer graves problemas com a balança se abusarem dos doces. Pode levar á obesidade, provoca cáries, tártaro e diabetes mellitus nos animais.
Se o doce for feito de cacau pior ainda, o chocolate é tóxico para os animais, pois possui uma substância chamada teobromina, um alcalóide que os cães e gatos não conseguem metabolizar e por isso se acumula no organismo atingindo rapidamente concentrações tóxicas.

3. OSSO


Os animais não conseguem mastigar bem os ossos, como os de galinha. Ao ingerir pedaços dos ossinhos, cães podem acabar perfurando o esôfago ou o intestino. Além disso, o osso acaba contribuindo para  que as fezes fiquem ressecadas.

Opte por alimentos que simulam o formato do osso, mas são feitos com carne de boi. Ajuda na limpeza dos dentes e estimula a dentição dos cães jovens.

 4. CARNE CRUA
Cozinhe a carne antes de levar para o prato do seu bichinho. Os motivos para não comer carne crua são os mesmos que nos motivam a não comer alimentos crus: Risco de contaminação por bactérias, protozoários e verminoses é alto.


5. RESTOS DE COMIDA

Se você acaba de comer e já lembra do seu animal, guarda o resto de comida e leva todo feliz para ele, não faça mais isso! Geralmente a maior parte das sobras de comida são compostas por carboidratos (arroz, massa, pães e batata). A maior parte das sobras de comida é composta por carboidratos – arroz, massas, pães e batata. Só que cães e gatos necessitam principalmente de proteína e gordura na dieta. Por isso, estes “lanchinhos” não só devem ser evitados, como não devem substituir a refeição principal. As consequências de uma alimentação desbalanceada podem ser sérias: em logo prazo, a dieta desregrada pode causar desnutrição, anemia, deficiência de vitaminas e minerais, problemas de pele e pelagem, entre outros.
Mas, caso você não queira alimentar seu bichinho com rações já prontas, a comida caseira é sim uma opção. Neste caso, nada de restos: recomenda-se que seja procurada a orientação de um veterinário, que ajudará a montar o “cardápio” ideal. Para preparar estas refeições é preciso tempo, precisão (uma balança deve ser usada para determinar a proporção ideal de alimentos) e dedicação – dá mais trabalho, mas o seu amiguinho agradece.



6. SUPLEMENTOS ALIMENTARES E EXCESSO DE COMIDA

Ao contrário do que se pode imaginar, cães de raças grandes não precisam de suplementação de vitaminas e minerais para crescerem fortes. Animais que consomem alimentos de qualidade já possuem todos os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento e o excesso de minerais só prejudica a saúde do animal em longo prazo. Outro erro comum quando se trata de filhotes de cães pesos-pesados é a superalimentação: exagerar nas porções não só não colabora para o desenvolvimento do animal, como também pode acarretar problemas irreversíveis.




Cuide do seu melhor amigo, com muito amor e carinho!




Nenhum comentário: