menu

Image Map

13 setembro 2009

Queridinho do momento!!!

O BANDAGE DRESS

As celebridades internacionais aderiram ao vestido do momento, o bandage dress.



Criado por Hervé Léger na década de 80, o modelo é composto por tiras elásticas costuradas à mão horizontalmente ao corpo, evidenciando as formas de quem o veste.


O revival do bandage dress aconteceu pelas mãos de Max Azria, que reeditou o vestido depois que a Maison Hervé Léger foi adquirida pelo grupo BCBG em 1998. Nesse mesmo ano, ele apresentou a sua versão para o clássico modelo na Semana de Moda de Nova York, para uma primeira fila lotada de celebridades, que aprovaram e logo trataram de vestir-se com a peça e exibí-la nos tapetes vermelhos do mundo todo.


A peça aparentemente simples já foi produzida nos mais variados modelos possíveis: diferentes decotes, muitos recortes, inovações na direção de costura das tiras, grande variedade de cores, contribuindo assim para multiplicar as possibilidades da peça única, presente no guarda roupa de dez entre dez atrizes famosas ultimamente.

Todo esse frisson em torno do bandage dress colaborou para torná-lo objeto de desejo entre todas as mulheres por dentro da moda. No entanto, não são todas que conseguem ter acesso à peça. O preço de um modelo original Hervé Léger by Max Azria pode variar de US$ 800 a US$ 2500 e dificultar um pouco as chances de adquiri-lo.







Pensando nisso, algumas marcas brasileiras trataram de produzir o bandage dress versão nacional, por um preço menos salgado e mais adaptado às nossas condições. Uma delas é a marca de Natal Florbella. Seu estilista, Wagner Kallieno, buscou referências nos anos 80 e fez uma releitura contemporânea do vestido, usando cores que são tendência nessa estação, como tons pastéis, neutros e o nude.






Apesar de unanimidade, o vestido bandage não é uma peça fácil e requer cuidados na hora da compra. Por ser muito justo e colado ao corpo, ele evidencia todas as formas e qualquer gordurinha fora do lugar. Além disso, as faixas horizontais criam um efeito que “alarga” a silhueta. Portanto, quem é voluptuosa deve ser cuidadosa com o modelo.



http://www.ibest.com.br/
 
 
Josie.

Nenhum comentário: